21 janeiro, 2007

Blogorendo

Isto dos blogs é uma espécie de faca de dois gumes: são livres, são fáceis de manter, são a moda do momento, são bonitos e são grátis. Isso por um lado é útil, mas por outro...

Dantes as pessoas que tinham uma mensagem para fazer passar juntavam-se em grandes grupos, faziam uma vaquinha e alugavam um site. Agora cada um olha para o seu pequeno umbigo e cria um blog grátis. Dantes havia grupos que geriam as paginas da web, que tinham critérios quase editoriais. Hoje cada um acaba por dizer o que quer e o que lhe apetece: usa os argumentos que escolhe depois de ter visto um qualquer panfleto de rua. O cuidado com o conteúdo diminui, o nível da informação prestada torna-se nulo e aí batemos no principal problema. Enquanto usamos os blogs para transmitir opiniões: tudo bem. Mas a partir do momento em que queremos usar os blogs para transmitir algum tipo de conhecimento começamos a ficar com uma rédea demasiado solta para a manipulação das opiniões com base em pseudo-conhecimento.

Vamos lá deitar a mão à consciência: não misturem opinião com conhecimento. Acreditem, ninguém vos vai levar a sério.

Este é o meu conselho para as dezenas de blogueiros instantâneos que entraram neste mundo por causa do debate sobre o aborto.

Sem comentários: